Marca de leite é interditada por presença de formol

A Vigilância Sanitária do Paraná interditou a distribuição e comercialização da marca de leite Lactomil, processada em um laticínio em Serranópolis do Iguaçu, no Paraná, e enviada inclusive à merenda escolar de escolas de cidades da região.

De acordo com o jornal “A Gazeta do Povo”, a Vigilância agiu após denúncia de alteração no sabor do produto. Testes detectaram a presença de formol no leite, que também apresentou sinais de adulteração.

O empresário Gilvan Marcos Malacarne, dono da marca, disse que o produto pode ter sido adulterado e contaminado por funcionários que deixaram a Lactomil em novembro.

Ele disse que diariamente colhe amostras de leite e encaminha para análises de laboratório em Cascavel desde o início de dezembro.

O Lactomil é processado pelo laticínio G.M. Malacarne e distribui diariamente 10 mil litros para cidades da região, inclusive para a merenda escolar. A Secretaria de Estado da Saúde do Paraná determinou a suspensão imediata após confirmar a existência de formol no lote de leite pasteurizado produzido no dia 24 de novembro e com validade até o dia 2 de dezembro.

Segundo a Vigilância Sanitária, a quantidade de formol encontrada, no entanto, não é considerada tóxica e não há registro de intoxicação alimentar por causa do consumo do leite.

Fonte: Notícias ao Minuto