Trilha Transcarioca terá mutirão voluntário de limpeza

Mapa parcial da Trilha Transcarioca (Imagem: Wikiparques)

Mapa parcial da Trilha Transcarioca (Imagem: Wikiparques)

No dia 24 de outubro, sábado, a partir das 8h30, será realizado o 2º Grande Mutirão da Trilha Transcarioca, no Rio de Janeiro. Trata-se de um mutirão voluntário para sinalização, manejo e limpeza de 24 trechos da maior trilha urbana do Brasil. A organização do evento, pelo segundo ano consecutivo, convida os amantes da natureza e da cidade a se mobilizar para que a Trilha Transcarioca fique mais próxima de ser finalizada até 2016, antes dos Jogos Olímpicos. A expectativa é de que ação contará com mais de 300 voluntários.

Com uma extensão de 180Km, a Trilha Transcarioca percorre oito unidades de conservação das esferas federais, estaduais e municipais, na cidade do Rio de Janeiro. De Barra de Guaratiba até o Morro da Urca, aos pés do Pão de Açúcar, ela  conecta o conjunto de trilhas já existentes, oferecendo um novo circuito turístico, que inclui os principais atrativos naturais, paisagísticos e culturais da cidade.

Idealizada, inicialmente, em 1998, pelo ambientalista Pedro da Cunha e Menezes, a Trilha Transcarioca segue exemplos bem sucedidos de trilhas de longo curso ao redor do mundo, tais como a Appalachian Trail (EUA), Huella Andina (Argentina), Hoerikwaggo Trail (África do Sul) e Te Araroa Trail (Nova Zelândia). Através dela pretende a geração de emprego e renda dentro dos princípios norteadores do desenvolvimento sustentável ao longo de seu curso e, principalmente, um incremento na visitação e melhorias na gestão das áreas protegidas que ela cruza. Também  servirá também de modelo de conservação de diversos ecossistemas da Mata Atlântica, funcionando como uma ferramenta viva de educação ambiental em áreas de restinga, manguezal, praia, costão rochoso, floresta de baixada e floresta de montanha.

“A Trilha é um equipamento de uso público que serve como ferramenta de conservação. Sua implantação representa um marco para o turismo ecológico na cidade e contribui para a criação de uma cultura profissional de manejo coordenado entre as diversas unidades de conservação por ela atravessada. Do ponto de vista da educação ambiental, ao servir de espinha dorsal de um mosaico, chama a atenção da população em geral para a necessidade imperiosa da gestão ecossistêmica”, nas palavras de Pedro Menezes.

Dentre as entidades organizadoras do evento este ano estão o Centro Excursionista Brasileiro (CEB), a Federação de Esportes de Montanha do Estado do Rio de Janeiro (FEMERJ), o Mosaico Carioca de Áreas Protegidas, o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e o Instituto Chico Mendes (ICMBio).

As inscrições estão abertas! Não perca esta oportunidade de lazer junto à natureza e de contribuir para o fortalecimento de um importante instrumento de conservação da natureza. Clique aqui para realizar sua inscrição e obter mais informações sobre o evento.

Veja como foi o primeiro mutirão, em 2014:

Fonte: Wikiparques