Tecnologia permite que usuários comuns ajudem a vigiar a Mata Atlântica

SOSMA Jeep Vigilant Wallpapers

Uma parceria entre a fabricante de automóveis Jeep e a Fundação SOS Mata Atlântica, criou uma ferramenta que permite que usuários de computadores e smartphones possam colaborar com a conservação do bioma.

Vigilant Wallpapers mostra em tempo real de algumas localizações dos 8,5% de Mata Atlântica nativa que ainda resta. As imagens são captadas em intervalos de cinco minutos por câmeras instaladas em setores estratégicos, os quais estão constantemente sofrendo algum tipo de agressão ou crime ambiental, seja uma queimada, pesca ilegal ou desmatamento.

As imagens aparecem no fundo de tela de computadores e smartphones dos usuários, que podem denunciar caso notem alguma ameaça nas áreas monitoradas, e assim ajudam a vigiar o que acontece na floresta. As denúncias são automaticamente enviadas para as autoridades locais.

A ideia principal é criar um alerta e abrir o debate sobre as ameaças que acontecem diariamente nos parques e reservas, convidando a sociedade para participar ativamente, vigiando as áreas de principal risco por meio de seu computador, smartphone ou tablet.

“A Fundação SOS Mata Atlântica atua em diversas frentes para a preservação desta que é a floresta mais ameaçada do país. A parceria com a Jeep cria a oportunidade de o cidadão comum interagir com o meio ambiente e ser mais um agente na preservação da Mata Atlântica”, diz Mario Mantovani, Diretor de Políticas Públicas da SOS Mata Atlântica.

O projeto-piloto, criado pela agência de propaganda Leo Burnett Tailor Made, teve início no Rio de Janeiro e deve se estender para outras reservas do país. As câmeras utilizadas são autossuficientes e movidas a energia solar, funcionando 24 horas por dia, sete dias da semana, e transmitem imagens com geolocalização via streaming. Para não interferir na fauna e na flora, as câmeras foram camufladas em formato de tronco, ninho e pedra.

O Vigilant Wallpapers Jeep é compatível com sistema Android e Windows e pode ser baixado na Google Play.

Confira o vídeo sobre a iniciativa: