Morre Debbie Reynolds, mãe de Carrie Fisher

Foto: Getty Images

Segundo o site TMZ, a atriz Debbie Reynolds aparentemente desejou sua própria morte na última quarta-feira (28), dizendo ao seu filho antes do derrame que levou sua vida, “Eu sinto tanta falta dela, eu quero estar com Carrie”, se referindo ao falecimento de sua filha, Carrie Fisher

Seu filho, Todd Fisher disse que Debbie amanheceu de luto na quarta-feira. Ela estava na casa de Todd durante a manhã, falando sobre o funeral da filha, quando fez o comentário. Quinze minutos mais tarde ela sofreu um acidente vascular cerebral (AVC).

Segundo fontes familiares, Debbie teve problemas médicos este ano e estava com a saúde debilitada, e acreditam que a morte de Carrie foi demais para ela suportar.

A carreira de Debbie Reynolds como atriz e dançarina foi marcada pelo musical “Cantando na Chuva”, de 1952, com Gene Kelly e Donald O’Connor. Ela também atuou nos fimes “Será que ele é?” (1997) e “O Guarda-costas” (1992), entre outros, e em séries como “Uma família da pesada” (2008) e “Will & Grace” (1999-2006).

Debbie foi indicada ao Oscar de 1965 por “Inconquistável Molly”, ganhou uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood em 1997 e, em 2016, a Academia lhe concedeu o prêmio humanitário Jean Hersholt. Ela também foi indicada cinco vezes ao Globo de Ouro (1951, 1957, 1965, 1970 e 1997) e uma vez ao Emmy (2000) e ganhou diversos prêmios de menor expressão.

 Fontes: TMZ, G1